Paróquia de Carcavelos

Igreja de Nossa Senhora dos Remédios de Carcavelos

Horários

Tempos de encontro com Deus para uma profunda espiritualidade

Missas Dominicais

Sábado 17h19h (vespertina)
Domingo 10h, 12h, 17h e 19h

Missas Feriais

Segunda, quarta, quinta* e
sexta-feira às 10h e às 19h
Sábado às 10h00
*(na segunda quinta-feira de cada mês a missa das 10h00 é celebrada na capela do Centro Comunitário)

Confissões

30 minutos antes de todas as Santas Missas durante a semana. Durante o fim-de-semana, agendar junto do acolhimento da paróquia

Santíssimo

Todas as quintas-feiras
das 17h00 às 18h45

Vai Acontecer …

Dez
4
Dom
2º Domingo do Advento @ Portugal
Dez 4 todo o dia

Roxo – Ofício próprio (Semana II do Saltério). Te Deum.
+ Missa própria, Credo, pf. I do Advento.

L1: Is 11, 1-10, Sal 71 (72), 2. 7-8. 12-13. 17
L2: Rom 15, 4-9
Ev: Mt 3, 1-12

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* Na Diocese de Aveiro – Ofertório para o Fundo Diocesano de Compensação do Clero.
* II Vésp. do domingo – Compl. dep. II Vésp. dom.

Dez
11
Dom
3º Domingo do Advento @ Portugal
Dez 11 todo o dia

Roxo ou rosa – Ofício próprio (Semana III do Saltério). Te Deum.
+ Missa própria, Credo, pf. I ou II do Advento.

L1: Is 35, 1-6a. 10, Sal 145 (146), 7. 8-9a. 9bc-10
L2: Tg 5, 7-10
Ev: Mt 11, 2-11

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* Pode usar-se, neste domingo, a cor de rosa (IGMR 346 f: EDREL 1256 f).
* Na Diocese de Aveiro – Aniversário da restauração da Diocese (1938).
* Na Diocese de Lamego – Ofertório para a Obra da Catequese.
* II Vésp. do domingo – Compl. dep. II Vésp. dom.

Dez
17
Sáb
83º Aniversário natalício do Papa Francisco @ Portugal
Dez 17 todo o dia

Roxo – Ofício da féria.
Missa da féria, pf. II do Advento.
Abandonam-se as leituras indicadas para os dias feriais da III semana do Advento, e tomam-se as leituras dos dias do mês.
L1: Gen 49, 2. 8-10, Sal 71 (72), 2. 3-4ab. 7-8. 17
Ev: Mt 1, 1-17

* 86.º aniversário natalício do Papa Francisco (1936).
* I Vésp. do domingo – Compl. dep. I Vésp. dom.

Dez
18
Dom
4º Domingo do Advento @ Portugal
Dez 18 todo o dia

Roxo – Ofício próprio (Semana IV do Saltério). Te Deum.
+ Missa própria, Credo, pf. II do Advento.

L1: Is 7, 10-14, Sal 23 (24), 1-2. 3-4ab. 5-6
L2: Rom 1, 1-7
Ev: Mt 1, 18-24

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* II Vésp. do domingo – Compl. dep. II Vésp. dom.

Dez
25
Dom
Solenidade do Natal do Senhor @ Portugal
Dez 25 todo o dia

Branco – Ofício da solenidade. Te Deum.
Missa própria do dia, Glória, Credo, pf. próprio.
Missa da noite
L1: Is 9, 1-6, Sal 95 (96), 1-2a. 2b-3. 11-12. 13
L2: Tito 2, 11-14
Ev: Lc 2, 1-14

Missa da aurora
L1: Is 62, 11-12, Sal 96 (97), 1 e 6. 11-12
L2: Tito 3, 4-7
Ev: Lc 2, 15-20

+ Missa do dia
L1: Is 52, 7-10, Sal 97 (98), 1. 2-3ab. 3cd-4. 5-6
L2: Hebr 1, 1-6
Ev: Jo 1, 1-18 ou Jo 1, 1-5. 9-14

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* Proibidas as Missas em oratórios privados.
* Hoje, os sacerdotes podem celebrar ou concelebrar três Missas, contanto que as celebrem nos devidos tempos. Aquele que celebrar apenas uma Missa, deve tomar os textos mais adaptados à hora do dia.
* O sacerdote que celebrar hoje três vezes, pode conservar para si os três estipêndios (CDC cân 951, § 1).
* Na Diocese de Beja – Ofertório para a Fundação Pax da Diocese de Beja.
* Na Arquidiocese de Évora – Ofertório para a Fraternidade Sacerdotal.
* II Vésp. da solenidade – Compl. dep. II Vésp. dom.
* Esta solenidade tem Oitava.

Evangelizar

A formação cristão é o alicerce para uma relação forte com Deus e com o próximo

Catequese

Para crianças dos 6 aos 12 anos,
todos os Domingos às 10h30,
no Centro Comunitário de Carcavelos

Grupos de Vida

Para Jovens a partir dos 13 anos,
todas as Sextas-feiras às 21h30
no Centro Comunitário de Carcavelos

Adultos

Ser de Deus, não tem idade nem necessita requesitos, basta a vontade e a Fé. Com encontros semanais, faz-se a preparação para Batismo, Primeira Comunhão e Crisma

Nossa Senhora dos Remédios

A devoção por Nossa Senhora dos Remédios foi trazida para Portugal por religiosos franceses da Ordem Hospitalar da Santíssima Trindade, que estiveram em Lisboa no século XIII.

Esta ordem, fundada com o objectivo de resgatar os cristãos cativos no Oriente como escravos, não dispunha de recursos financeiros para realizar o seu objectivo.

A sustentação da Igreja

Muitos, têm perguntado como se sustenta a Igreja, com ofertórios tão escassos e tantas despesas fixas?

A Igreja para realizar os seus fins próprios, “ordenar o culto divino, providenciar a sustentação do clero e de outros ministros, exercer obras do sagrado apostolado e de caridade, especialmente em favor dos mais pobres”, vive principalmente das ofertas dos fiéis.  Nas diversas comunidades é uma porta aberta a quantos, sem acepção de pessoas, a qualquer título, a procuram.

A Diocese de Lisboa abre, para o efeito, uma conta bancária dedicada à recolha de ofertas, onde cada doador poderá, pelos meios disponíveis, MBway, Multibanco ou Transferência Bancária,  indicar o destinatário da sua oferta – diocese, seminário ou paróquia em concreto. Pode encontrar mais informações aqui.

Abre-se por esta via, a possibilidade dos fiéis, e dos que reconhecem o bem que promove, sustentarem a Igreja.

Não deixará o Senhor de recompensar a generosidade.

Esteja a par da vida da Paróquia