Paróquia de Carcavelos

Igreja de Nossa Senhora dos Remédios de Carcavelos

Evangelizar

A formação cristão é o alicerce para uma relação forte com Deus e com o próximo

Catequese

Para crianças dos 6 aos 12 anos,
todos os Domingos às 10h30,
no Centro Comunitário de Carcavelos

Grupos de Vida

Para Jovens a partir dos 13 anos,
todas as Sextas-feiras às 21h30
no Centro Comunitário de Carcavelos

Adultos

Ser de Deus, não tem idade nem necessita requesitos, basta a vontade e a Fé. Com encontros semanais, faz-se a preparação para Batismo, Primeira Comunhão e Crisma

Vai Acontecer …

Set
21
Ter
Festa S. Mateus, Apóstolo e Evangelista @ Portugal
Set 21 todo o dia

S. Mateus, Apóstolo e Evangelista – FESTA
Vermelho – Ofício da festa. Te Deum.
Missa própria, Glória, pf. dos Apóstolos.

L 1 Ef 4, 1-7. 11-13; Sal 18 A, 2-3. 4-5
Ev Mt 9, 9-13

* Proibidas as Missas de defuntos, exceto a exequial.

Set
26
Dom
26º Domingo do Tempo Comum @ Portugal
Set 26 todo o dia

Verde – Ofício do domingo (Semana II do Saltério). Te Deum.
+ Missa própria, Glória, Credo, pf. dominical.

L 1 Num 11, 25-29; Sal 18 (19), 8. 10. 12-13. 14
L2 Tg 5, 1-6
Ev Mc 9, 38-43. 45. 47-48

* Proibidas as Missas de defuntos, exceto a exequial.
* Dia Mundial do Migrante e do Refugiado.
* Na Diocese de Portalegre e Castelo Branco – Ofertório a favor do Instituto
Diocesano do Clero (IDC).
* Na Congregação da Missão e na Companhia das Filhas da Caridade – I Vésp. de S. Vicente de Paulo.
* II Vésp. do domingo – Compl. dep. II Vésp. dom.

Out
3
Dom
27º Domingo do Tempo Comum @ Portugal
Out 3 todo o dia

Verde – Ofício do domingo (Semana III do Saltério). Te Deum.
+ Missa própria, Glória, Credo, pf. dominical.

L 1 Gen 2, 18-24; Sal 127 (128), 1-2. 3. 4-6
L2 Hebr 2, 9-11
Ev Mc 10, 2-16 ou Mc 10, 2-12

* Proibidas as Missas de defuntos, exceto a exequial.
* Em todas as Dioceses de Portugal – Começa a Semana Nacional da Educação Cristã.
* Na Diocese de Leiria-Fátima – Ofertório para o «Dia anual da Diocese».
* Na Diocese do Porto – Ofertório para o Fundo de Ajuda aos Sacerdotes.
* Na Ordem Franciscana e na Ordem dos Franciscanos Capuchinhos – I Vésp. de S. Francisco de Assis.
* Na Ordem Hospitaleira de S. João de Deus (Hospital de S. João de Deus de Montemor-o-Novo) – I Vésp. do Aniversário da Dedicação da Igreja própria.
* II Vésp. do domingo – Compl. dep. II Vésp. dom.

Out
10
Dom
28º Domingo do Tempo Comum @ Portugal
Out 10 todo o dia

Verde – Ofício do domingo (Semana IV do Saltério). Te Deum.
+ Missa própria, Glória, Credo, pf. dominical.

L 1 Sab 7, 7-11; Sal 89 (90), 12-13. 14-15. 16-17
L2 Hebr 4, 12-13
Ev Mc 10, 17-30 ou Mc 10, 17-27

* Proibidas as Missas de defuntos, exceto a exequial.
* Nos Missionários Combonianos do Coração de Jesus, nas Irmãs Missionárias Combonianas, nas Missionárias Seculares Combonianas e nos Leigos Missionários Combonianos – S. Daniel Comboni, bispo, missionário e Fundador – SOLENIDADE
* Na Diocese do Porto (Porto) – I Vésp. de Nossa Senhora de Vandoma.
* Na Congregação das Servas de Maria – I Vésp. de S. Maria Soledad Torres.
* II Vésp. do domingo – Compl. dep. II Vésp. dom.

Out
16
Sáb
Festa de Nossa Senhora dos Remédios
Out 16_Out 17 todo o dia

Horários

Tempos de encontro com Deus para uma profunda espiritualidade

Missas Dominicais

Sábado 17h19h (vespertina)
Domingo 10h, 12h, 17h e 19h

Missas Feriais

Segunda, quarta, quinta e
sexta-feira às 10h e às 19h
Sábado às 10h00 

Confissões

30 minutos antes de todas as Santas Missas durante a semana. Durante o fim-de-semana, agendar junto do acolhimento da paróquia

Santíssimo

Todas as quintas-feiras
das 22h00 às 23h00

Nossa Senhora dos Remédios

A devoção por Nossa Senhora dos Remédios foi trazida para Portugal por religiosos franceses da Ordem Hospitalar da Santíssima Trindade, que estiveram em Lisboa no século XIII.

Esta ordem, fundada com o objectivo de resgatar os cristãos cativos no Oriente como escravos, não dispunha de recursos financeiros para realizar o seu objectivo.

A sustentação da Igreja

Muitos, têm perguntado como se sustenta a Igreja, com ofertórios tão escassos e tantas despesas fixas?

A Igreja para realizar os seus fins próprios, “ordenar o culto divino, providenciar a sustentação do clero e de outros ministros, exercer obras do sagrado apostolado e de caridade, especialmente em favor dos mais pobres”, vive principalmente das ofertas dos fiéis.  Nas diversas comunidades é uma porta aberta a quantos, sem acepção de pessoas, a qualquer título, a procuram.

A Diocese de Lisboa abre, para o efeito, uma conta bancária dedicada à recolha de ofertas, onde cada doador poderá, pelos meios disponíveis, MBway, Multibanco ou Transferência Bancária,  indicar o destinatário da sua oferta – diocese, seminário ou paróquia em concreto. Pode encontrar mais informações aqui.

Abre-se por esta via, a possibilidade dos fiéis, e dos que reconhecem o bem que promove, sustentarem a Igreja.

Não deixará o Senhor de recompensar a generosidade.

Esteja a par da vida da Paróquia