Paróquia de Carcavelos

Igreja de Nossa Senhora dos Remédios de Carcavelos

Uma palavra do Padre João

Votos de Santa Páscoa!

Amados Paroquianos e Amigos da nossa Paróquia de Carcavelos,

Alegrem-se os corações porque Jesus Ressuscitou!
É dia de glorificar o amor Daquele que deu a vida para nos libertar dos pecados, da violência e da invasão sem razão.
Páscoa é tempo de renovar a esperança no amor e na fé.
É tempo de acreditar na paz e no respeito entre os povos, como a melhor forma de se criar um mundo melhor.

A cruz está vazia. O sepulcro está vazio mas nossos corações estão cheios do amor de Jesus que morreu por nós e pela Ucrânia, para que todos tivéssemos vida, paz e felicidade em abundância.
Páscoa é recomeço!
Que nesta Páscoa Jesus renasça em nossos corações, renovando neles o amor e a esperança.

Feliz e Santa Páscoa para Todos!

Pe. João

Horários

Tempos de encontro com Deus para uma profunda espiritualidade

Missas Dominicais

Sábado 17h19h (vespertina)
Domingo 10h, 12h, 17h e 19h

Missas Feriais

Segunda, quarta, quinta* e
sexta-feira às 10h e às 19h
Sábado às 10h00
*(na segunda quinta-feira de cada mês a missa das 10h00 é celebrada na capela do Centro Comunitário)

Confissões

30 minutos antes de todas as Santas Missas durante a semana. Durante o fim-de-semana, agendar junto do acolhimento da paróquia

Santíssimo

Todas as quintas-feiras
das 22h00 às 23h00

Vai Acontecer …

Mai
29
Dom
7º Domingo da Páscoa – Ascensão do Senhor @ Portugal
Mai 29 todo o dia

ASCENSÃO DO SENHOR – SOLENIDADE
Branco – Ofício da solenidade. Te Deum.
+ Missa própria, Glória, Credo, pf. da Ascensão.

L1: At 1, 1-11, Sal 46 (47), 2-3. 6-7. 8-9
L2: Ef 1, 17-23 ou Hebr 9, 24-28, 10, 19-23
Ev: Lc 24, 46-53

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* Proibidas as Missas em oratórios privados.
* Dia Mundial dos Meios de Comunicação Social.
* Em todas as Dioceses de Portugal – Ofertório para os Meios de Comunicação Social.
* Aniversário da Ordenação episcopal de D. António José Cavaco Carrilho, Bispo Emérito do Funchal (1999).
* II Vésp. da solenidade – Compl. dep. II Vésp. dom.

Mai
31
Ter
Festa da Visitação da Virgem Maria @ Portugal
Mai 31 todo o dia

Visitação da Virgem Santa Maria – FESTA
Branco – Ofício da festa. Te Deum.
Missa própria, Glória, pf. de Nossa Senhora.

L1: Sof 3, 14-18 ou Rom 12, 9-16b, Sal Is 12, 2. 3-4bcd. 5-6
Ev: Lc 1, 39-56

* Proibidas as Missas de defuntos, exceto a exequial.
* Na Diocese de Beja – Aniversário da Dedicação da Igreja Catedral. Na Sé – SOLENIDADE, nas outras igrejas da Diocese – Visitação da Virgem Santa Maria – FESTA
* Aniversário da Ordenação episcopal de D. José Francisco Sanches Alves, Bispo Emérito de Évora (1998).
* Na Ordem da Visitação de Santa Maria – Visitação da Virgem Santa Maria – SOLENIDADE
* Na Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus – Nossa Senhora do Sagrado Coração de Jesus, Padroeira da Congregação – SOLENIDADE
* Na Sociedade Missionária da Boa Nova – Nossa Senhora da Boa Nova – FESTA
* Na Congregação dos Rogacionistas do Coração de Jesus – I Vésp. de S. Aníbal Maria de França.

Jun
5
Dom
Domingo de Pentecostes @ Portugal
Jun 5 todo o dia

Vermelho – Ofício da solenidade. Te Deum.
+ Missa própria do dia, Glória, sequência, Credo, pf. próprio.

L1: At 2, 1-11, Sal 103 (104), 1ab e 24ac. 29bc-30. 31 e 34
L2: 1 Cor 12, 3b-7. 12-13 ou (própria do Ano C): Rom 8, 8-17
Ev: Jo 20, 19-23 ou (própria do Ano C): Jo 14, 15-16. 23a-26

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* Proibidas as Missas em oratórios privados.
* Dia do Apostolado Organizado dos Leigos e do contributo para o mesmo Apostolado (por decisão da Conferência Episcopal).
* Na Diocese do Algarve – Ofertório para a Igreja Diocesana.
* Na Diocese de Angra – Ofertório para a Ação Católica e Apostolado dos Leigos.
* Nas Dioceses de Aveiro, Braga, Lamego, Lisboa, Portalegre-Castelo Branco, Viana do Castelo e Vila Real – Ofertório para o Apostolado dos Leigos.
* Na Diocese de Bragança-Miranda – Ofertório para a Formação e Ação Pastoral dos Leigos.
* Na Diocese da Guarda – Ofertório para as Obras Diocesanas de Apostolado.
* Na Diocese do Porto – Ofertório para a Ação Pastoral Diocesana.
* Na Diocese de Viseu – Ofertório para o Apostolado dos Leigos.
* Na Congregação do Espírito Santo e nas Irmãs Missionárias do Espírito Santo – Titular da Congregação.
* Nas Dioceses de Cabo Verde – Ofertório para a Catequese.
* II Vésp. da solenidade – Compl. dep. II Vésp. dom.

Jun
12
Dom
Domingo da Santíssima Trindade @ Portugal
Jun 12 todo o dia

SANTÍSSIMA TRINDADE – SOLENIDADE
Branco – Ofício da solenidade. Te Deum.
+ Missa própria, Glória, Credo, pf. próprio.
L1: Prov 8, 22-31, Sal 8, 4-5. 6-7. 8-9
L2: Rom 5, 1-5
Ev: Jo 16, 12-15

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* Na Diocese de Coimbra – Ofertório para a Igreja Diocesana.
* Na Diocese do Funchal – Aniversário da criação da Diocese (1514).
* II Vésp. da solenidade – Compl. dep. II Vésp. dom.

Em Portugal – Na próxima quinta-feira ocorre a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo. É dia santificado e feriado nacional.

Jun
13
Seg
Festa de Santo António @ Portugal
Jun 13 todo o dia

S. António de Lisboa, presbítero e doutor da Igreja,
Padroeiro secundário de Portugal – FESTA
Branco – Ofício da festa. Te Deum.
Missa própria, Glória, pf. Comum dos Santos.

L1: Sir 39, 8-14 (gr. 6-11), Sal 18 B (19B), 8. 9. 10. 11
Ev: Mt 5, 13-19

* Proibidas as Missas de defuntos, exceto a exequial.
* No Patriarcado de Lisboa – S. António de Lisboa, Padroeiro principal da cidade de Lisboa. Em Lisboa – SOLENIDADE, nas outras igrejas do Patriarcado – FESTA
* Na Diocese de Portalegre-Castelo Branco (Titular) – S. António de Lisboa – FESTA
* No Instituto das Irmãs de S. Doroteia – S. Paula Frassinetti, virgem, Fundadora da Congregação das Irmãs de S. Doroteia – SOLENIDADE (transferida).
* Na Ordem Franciscana (Convento do Varatojo) e na Ordem dos Franciscanos Capuchinhos (Convento de Barcelos) – S. António de Lisboa – SOLENIDADE
* Na Congregação dos Rogacionistas do Coração de Jesus – S. António de Lisboa, Padroeiro principal da Congregação – SOLENIDADE
* Na Congregação do Santíssimo Redentor (Ereção da Província de Lisboa – 1962) – S. António de Lisboa – FESTA
* Na Congregação Salesiana – S. António de Lisboa, Padroeiro da Província Portuguesa – FESTA
* Na União Missionária Franciscana – S. António de Lisboa, Padroeiro universal – FESTA
* Na Diocese de Santiago (Cabo Verde) – S. António de Lisboa – MO

Evangelizar

A formação cristão é o alicerce para uma relação forte com Deus e com o próximo

Catequese

Para crianças dos 6 aos 12 anos,
todos os Domingos às 10h30,
no Centro Comunitário de Carcavelos

Grupos de Vida

Para Jovens a partir dos 13 anos,
todas as Sextas-feiras às 21h30
no Centro Comunitário de Carcavelos

Adultos

Ser de Deus, não tem idade nem necessita requesitos, basta a vontade e a Fé. Com encontros semanais, faz-se a preparação para Batismo, Primeira Comunhão e Crisma

Nossa Senhora dos Remédios

A devoção por Nossa Senhora dos Remédios foi trazida para Portugal por religiosos franceses da Ordem Hospitalar da Santíssima Trindade, que estiveram em Lisboa no século XIII.

Esta ordem, fundada com o objectivo de resgatar os cristãos cativos no Oriente como escravos, não dispunha de recursos financeiros para realizar o seu objectivo.

A sustentação da Igreja

Muitos, têm perguntado como se sustenta a Igreja, com ofertórios tão escassos e tantas despesas fixas?

A Igreja para realizar os seus fins próprios, “ordenar o culto divino, providenciar a sustentação do clero e de outros ministros, exercer obras do sagrado apostolado e de caridade, especialmente em favor dos mais pobres”, vive principalmente das ofertas dos fiéis.  Nas diversas comunidades é uma porta aberta a quantos, sem acepção de pessoas, a qualquer título, a procuram.

A Diocese de Lisboa abre, para o efeito, uma conta bancária dedicada à recolha de ofertas, onde cada doador poderá, pelos meios disponíveis, MBway, Multibanco ou Transferência Bancária,  indicar o destinatário da sua oferta – diocese, seminário ou paróquia em concreto. Pode encontrar mais informações aqui.

Abre-se por esta via, a possibilidade dos fiéis, e dos que reconhecem o bem que promove, sustentarem a Igreja.

Não deixará o Senhor de recompensar a generosidade.

Esteja a par da vida da Paróquia